Em 2021, caso pretenda adquirir uma nova viatura, tenha em atenção algumas alterações introduzidas no Orçamento de Estado (OE 21), em relação ao cálculo da Tributação Autónoma nos veículos híbridos (HEV) e Híbridos Plug-In (PHEV).

A partir deste ano, apenas têm incentivos fiscais as viaturas que satisfaçam cumulativamente dois critérios:

  1. Tenham emissões oficiais inferiores a 50g CO2/km;
  2. Tenham autonomia, em modo exclusivamente elétrico, superiores a 50 km.

Note que este efeito é aplicável, também, às viaturas que já tenham sido adquiridas em anos anteriores. 
 Nos veículos Híbridos Plug-IN (PHEV) que estejam fora de um só destes limites, deixam assim as taxas reduzidas de Tributação Autónoma que pagam anualmente.

Quanto aos veículos híbridos (HEV), uma vez que não existem modelos com autonomias, em modo exclusivamente elétrico, superiores a 50km, todas estas viaturas deixam de beneficiar do desconto no ISV.
 Deixamos um pequeno resumo das tributações autónomas, a vigorar em 2021, aplicadas às viaturas de turismo: